Make your own free website on Tripod.com

Benefícios à saúde oferecidos pela dança de salão.

A cultura do homen atual tende a classificar o trabalho manual pesado como um tipo de atividade menor, reservada aos menos capacitados. Além disso, foi a necessidade de rapidez e precisão levando à mecanização do trabalho, sem falar no velho sonho de mecanizar todo o trabalho e deixar ao homem somente as atividades culturais e artísticas. Naturalmente que o trabalho que exija esforço físico passou a ser diretamente associado ao desprazer e ao desconforto.

Mas isso levou a um novo problema. vida sedentária é um fator de risco para a saúde, particularmente em relação às doenças cardiovasculares, obesidade, artrites e doenças reumáticas. O indivíduo imerso nessa estrutura cultural passa a maior parte de sua vida profissional com gasto energético próximo do estado de repouso.

Isso leva á necessidade da prática de exercícios durante o tempo livre para o lazer. Mas nem sempre se deseja utilizar o tempo livre com uma atividade esportiva. Preoucupado com a saúde, o indivíduo se vê pressionado a praticar alguma atividade, que pode acabar se tornando um obrigação a mais.

Sorte tem os que se apaixonam por um tipo de esporte e não vêem a hora de tirar o terno e partir para sua diversão predileta, com o incentivo adicional de que, sendo esta um esporte, está ao mesmo tempo zelando pela sua saúde física e, acredite, também mental.

Para as pessoas que apreciam mais atividades culturais e artísticas nas suas horas de lazer, fica difícil ser mais que um espectador e fica difícil encontrar uma atividade que seja ao mesmo tempo artística e tenha uma carga de exercício físicos saudável.

A dança de salão pode ser a opção que une os dois objetivos, levando o praticante á atividade física sem o perceber.

Adança de salão conta com vários estilos que podem se adaptar ao gosto pessoal e preparo físico, podendo ser tão agradável de se praticar com os movimentos lentos e pausados de um tango ou bolero, dançados suavemente, quanto com os movimentos atléticos de um samba "de gafieira", uma salsa ou um forró. O praticante pode aumentar o nível de exigência á medida que vai ganhando forma preparo físico sem variações no prazer estético, sem um fase monótona, e sem lutar com excessos disciplinares. A dança de Salão é mais que um esporte só pelo esporte, pois o praticante ainda têm a música, que poderia ser um prazer por si só, sendo ouvida, e tem o relacionamento com parceiros. Essa coisas fazem com que o praticante não se veja fazendo tao somente um exercício mas que realmente esteja tendo momentos de verdadeiro lazer e prazer.

Os médicos costumam recomendar caminhada, corrida, e natação. Mas muitas dos benefícios relacionados com essas atividades também podem ser alcançados com a dança de salão.

A corrida é um exercício aeróbico. Estimula o trabalho do sistema respiratorio além dos níveis usuais, o que produz seu fortalecimento. Mas tem os incovenientes de poder ser monótono pra quem apenas se vê obrigado a cumprir recomendação médica, necessita uma prática mais solitária, não propociona tantas oportunidade de convívio social quanto a dança, não dá oportunidade de expressão artística legítima.

Para os que têm a saúde mais debilitada, recomendasse a caminhada. A corrida causa impactos sobre as articulações, aumentando o risco de problemas nos joelhos e na coluna. Por isso é chamada de exercício de "alto-impacto". A caminhada é mais suave e evita danos ás articulações e é mais adequada a hipertensos. É um exemplo de exercício de "baixo-impacto".

Na dança de salão, o nível de impacto é controlado pelo próprio praticante, de acordo com seus limites. Raramente haverão movimentos de alto impacto. Mas você pode evitá-los simplesmente preferindo interpretar a música que toca de modo mais suave, ou preferindo os estilos de dança mais suaves. E de modo algum estará dançando menos, ou pior, ou de modo menos prezeroso do que qualquer dançarino que seja capaz de realizar movimentos acrobáticos, mais adequados em apresentações de profissionais. O estereótipo do dançarino de salão com roupas elegantes, mas desconfortáveis, erguendo a dama nos braços, ou fazendo passos acrobáticos de gafieira, jogando a dama por cima da cabeça, não correspondem á realidade atual e muito menos correspondem ao ideal de bem dançar no salão.

Mas para quem pretende se especializar e realizar espetáculos, comuns em intervalos dos bailes, onde se esvazia a pista temporariamente para que o profissional faça sua apresentação coreografada e ensaiada, os movimento acrobáticos ganham em estética e conveniência, tornando-se uma fonte de entretenimento artístico que não deixa a dever há outras formas de espetáculos de dança. É, para o profissional que o pratica, um esforço físico que pode exigir e retribuir mais em termos de saúde e preparo físico do que muitos esportes. Sem falar que a violência e a competitividade agressiva não entram no salão.

Na natação, o impacto é quase nenhum e é recomendada para a saúde da coluna vertebral. A principal vantagem segundo os especialistas é de que movimenta extensas massas musculares. Porém, pode ser mais extenuante, além do desconforto dos dias frios, e de ser essencialmente solitária e silenciosa. A dança de salão proporciona também movimentação de inúmeros músculos do corpo, inclusive os mais delicados que não são utilizados em outros esportes. Mesmo os dedos da mão e dos pés tem uma participação sutil, mas importante. Em todos os casos exige o uso, em maior ou menor grau de esforço dependendo do estilo de dança, mas sempre, da musculatura dos pés, pernas, abdômen, tórax e pescoço. Além disso solicita muito mais do sistema nervoso, desenvolvendo coordenação motora, orientação espacial e musicalidade, sempre no nível de complexidade que o próprio praticante estiver apto a encarar, sem qualquer perda em termos de lazer. A natação exige um nível de stress mínimo , abaixo do qual você simplesmente afundaria na piscina. Na dança, você pode parar no meio do salão e descansar, ou simplesmente diminuir o esforço nos passos. Mas, no meio de uma piscina...

Quanto á saúde da coluna vertebral, a dança obriga á correção da postura. O bom professor, e aí vai uma dica sobre como escolher bons professores, vai ensiná-lo como melhorar a postura, tanto pra protegê-la do esforço que pode ser feito em muitos estilos de dança, quanto para proporcionar o equilíbrio necessário para os passos mais complexos. A dança de salão pede elegância e estimula o praticante a isso, para tanto ocorre um processo de auto-conhecimento onde o praticande começa a reparar em hábitos de má postura e a conhecer e vivenciar o que seja estar com uma postura agradável e saudável de maneira paulatina e agradável. Na dança voçê vai descobrir e sentir a boa postura pela vivência.

Se você está se vendo obrigado a praticar alguma dessas modalidades e não está totalmente confortável, tente a dança de salão regularmente.



Página inicial